[GSK] O que é estar no radar do Guru

Aula ministrada por Gurusangat Kaur Khalsa no dia 23 de fevereiro de 2018


[GSK abre a aula]


Vamos falar sobre o que significa para um professor e um aluno de Kundalini Yoga estar no radar do Guru, o que é esse radar. Falamos muito pouco sobre isso nas aulas passadas, e eu só disse a vocês que era esse campo eletromagnético estendido. Como nós tínhamos chegado desse Yatra e ele abriu um portal muito grande para o radar do Guru e que foi sentido, inclusive, por quem não estava no Yatra conosco, nós falamos sobre isso e falamos que não queríamos perder a oportunidade de estar nesse campo. Mas hoje quero descer em elementos mais concretos.


Ontem comecei a fazer uma revisão sobre câncer de mama e peguei nas mãos um gatka. Quando você, como professor de Kundalini Yoga, fala alguma coisa e seu aluno toma um susto e presta muita atenção, você fez um gatka: quando na vida, você age ou fala de uma determinada maneira, que penetra na cabeça e no coração do outro. Esse cara, em 1962, fez um gatka no estudo do câncer de mama. Ele disse que não são as células que causam câncer de mama, assim com não são carros que causam engarrafamentos. E ele continua explicando que um engarrafamento é causado porque uma estrutura inteira de uma cidade entrou em colapso, em falência. Então ela não tem uma lógica, ela está sucumbindo ao estreitamento da sua própria falta de estrutura. Com as células de câncer, acontece a mesma coisa, não são as células que estão ali que causam o câncer de mama.


Hoje a gente já sabe que o nosso corpo produz a cada milionésimo de segundo uma célula cancerígena. E nós estamos o tempo todo eliminando células cancerígenas. Portanto, produzir células cancerígenas não é uma prerrogativa de quem tem câncer. O tempo todo nós estamos ajustando nosso corpo e eliminando dele determinados detritos, componentes, determinadas células que, na verdade, quando surgem, nosso sistema imunológico as elimina. Estamos sempre nesse processo de limpeza. Essa revisão que eu estava fazendo é muito importante. Acompanho essa sociedade internacional de câncer, é um tema pelo qual sempre me interessei muito, sempre gostei de estudar. Uma das coisas que eles concluem hoje é que, muito mais importante do que saber se uma pessoa tem câncer, é saber se o câncer não a tem. Então eles pegaram essa gatka de 1962 e transformaram nessa gatka de hoje: você tem câncer ou o câncer o tem?


Fiz, então, um paralelo disso para nós. Na ciência e na medicina, o Yogi Bhajan já falou sobre isso. Nós andamos muito lentamente porque nós nos preocupamos só com o ordinário. A gente não se preocupa com aquilo que está fora do ordinário, a gente só estuda quem tem a doença, porque só quem tem a doença vai até o hospital ou consultório. Nós não estudamos quem esteve exposto igualmente à doença, e não a adquiriu: o extraordinário. Nós não temos estudos sobre isso. E no Kundalini Yoga, nós nos atentamos muito para isso. E é aqui que quero chamar a atenção de vocês. Para nós, uma das explicações para compreender porque nós podemos muitas vezes ter a doença, mas a doença não tem a gente é por causa desse tal radar. E esse radar nada mais é do que você alinhar a sua psique ao eixo da psique do universo, que vocês podem chamar de Deus. No Yoga, a gente é materialista, a gente chama Deus de universo, essa inteligência, o que for. Quando esses eixos estão alinhados, nós falamos que estamos no radar do Guru, no radar desse professor cósmico.


E qual é a vantagem de estar nesse radar? Nesse radar, a coisa que mais impera é a força do espírito, e não a força do ego, a força da preocupação. Quando a força do espírito é prevalente, então você tem sempre o domínio daquilo que passa no seu corpo, ainda que nele passe, por exemplo, um câncer. Porque se você tiver nas suas células uma predisposição genética, você pode ter um câncer, mas não necessariamente o câncer ter você. O radar é um lugar em que o nosso sistema imunológico está muito bem ajustado num aumentado campo eletromagnético. Mas todas as vezes que nosso campo eletromagnético estiver aumentado, não é verdade que nosso sistema imunológico estará aumentado. Não é verdade. A verdade é que um campo eletromagnético aumentado filtra mais e melhor os ataques. Então a expressão ‘holístico’ virou uma linguagem genérica igual ‘perfume patchouli’, não explica nada, não fala nada. Vocês são professores da Casa Real do Guru Ram Das, vocês precisam fazer sentido. Quando vocês abrirem a boca, vocês precisam comunicar o que vocês estão precisando falar.


Quando nós dizemos que o campo se expande, nós estamos aumentando a proteção dos filtros. Essa é a importância de a gente se manter no radar. É fantástico isso, porque você pode passar por um longo adoecimento. Eu tive anos em que me senti muito mal, vocês me viram com uma "narizite", com não sei o quê, vocês me pegaram no final da minha exaustão. Fiquei talvez de três a cinco anos muito mal, fiquei muito próximo de realmente morrer, mas eu nunca saí do radar. Eu estive doente, mas a doença não me teve. Essa é a diferença. E é isso que vocês têm de compartilhar com seus alunos – e não essa coisa que não faz sentido, essa abordagem holística, deixa isso para a Era de Peixes, façam sentido.


A aula de hoje é do manual Reaching Me in Me. O nome do Kriya é "Livrando-se de problemas na coluna". Mas, apesar desse tema, o trabalho é para ampliar e fortalecer o Sushumana e liberar pontos em que a coluna esteja fazendo uma constrição nele. Essa aula vai liberar esse prana que nos conecta imediatamente ao radar.


Kryia "Livrando-se de problemas na coluna", do Manual Reaching Me in Me


A forma só faz sentido quando ela dá passagem ao espírito, o espírito passa de acordo

com a forma, é uma relação paradoxal muito interessante. Me lembro que na casa do Siri Sahib tinha um corredor com algumas estantes de plástico preto, ou seja, era plástico preto e a forma dava passagem a algum tipo de frequência. Ele mudou e colocou estantes aramadas, e a primeira coisa que eu notei quando entrei na casa dele foi essa mudança; fiquei admirada. Muda a forma, muda a passagem do espírito, muda a frequência. Isso vocês precisam entender. O espírito não se projeta diferente da forma. Se há uma forma com frequência baixa e o espírito vem com uma alta frequência e se projeta através dela, ela não sustenta. O espírito sempre se ajusta à forma. Realmente é importante vocês saberem isso, explicar e colocar em prática na vida de vocês. E a meditação é para estarmos numa forma muito elevada para dar passagem a uma alta frequência.


Meditação: Meditation on Everyone as a Way, a Flow of Life


E dando sequência ao que estamos fazendo em cada aula, vamos entoar o Banti Chaupai Sahib, um shabad dedicado à proteção do Dharma e do Brasil. Sugiro fortemente que quem tem o Nitnem que o traga para que vocês possam entoar juntos.


Benti Chaupai Sahib


May the long time sun shine...


[Transcrição: Sada Ram Kaur]

Categorias
Posts Recentes
Arquivo
Tags  
SOBRE NÓS

A Associação Brasileira dos Amigos de Kundalini Yoga, filiada à Fundação 3HO, tem por propósito divulgar a tecnologia e os ensinamentos do Kundalini Yoga e do Shabad Guru no Brasil, servindo a todos na busca da excelência e da manifestação de seu ser original, criativo, livre e digno.

LOCALIZAÇÃO

Rua Yvon Magalhães Pinto, 511

São Bento .  Belo Horizonte

MG . 30350-560 . Brasil

Telefone: (31) 3090-5508 

secretaria@abaky.org.br 

CONECTE-SE

© 2018 por Abaky.

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • SoundCloud - White Circle