SIGNIFICADOS

Descobrir um novo repertório

Bhandas


Travas aplicadas nas áreas do corpo que dirigem prana e apana. As travas são as técnicas básicas que acumulam os efeitos dos esforços do praticante. Elas permitem o estabelecimento de um equilíbrio que tem enorme impacto no sistema inteiro do corpo e da mente. As bandhas são as travas do pescoço (jalandhara bandha), do diafragma (uddiyana bandha), e de raiz (mulbandha).




Gunas


As três condições da matéria: satva – essência pura (santidade); rajas – energia ativa, criativa ou inicial (imperial); e tamas – inércia ou decadência.




Ida


O nadi que termina na narina esquerda. Refresca, acalma e traz energia de expansão mental da lua.




Kundalini


Forma de energia primal que está localizada na base da coluna. Yogi Bhajan se referia à kundalini como nervo espiritual ou nervo da alma. E dizia que precisamos despertar a kundalini porque queremos despertar a alma e viver não pelo ego, mas reconhecendo o divino em nós mesmos. Kundalini é a força de vida do átomo, é um poder ilimitado que é a essência da consciência de cada um.




Kriya


Significa ação que conduz a uma manifestação completa: que deixa uma semente florir, um pensamento virar realidade, um desejo tornar-se um compromisso. Um kriya em yoga é uma sequência de posturas, respiração e som que se integram para permitir a manifestação de um estado particular. Quando você faz um kriya no kundalini yoga, o resultado de sua repetição é o acesso e domínio a um estado particular, previsto e estabelecido, uma faceta da sua consciência.




Mantra


A projeção criativa da mente através do som. Man, mente; trang, onda ou projeção. A ciência do mantra está baseada no conhecimento de que o som é uma forma de energia que tem estrutura, poder e um efeito previsível definido sobre os chakras e a psique humana. Mantras são fórmulas que alteram os padrões da mente e a química do cérebro, de acordo com leis físicas e metafísicas. O poder de um mantra está na vibração do seu som.




Mudra


Um mudra é uma posição das mãos que trava ou sela e guia o fluxo de energia e os reflexos para o cérebro. As mãos são um mapa de energia de nossa consciência e saúde. Os yogis mapearam as áreas das mãos e seus reflexos associados. Cada área da mão se conecta a uma determinada parte do corpo ou do cérebro, representando diferentes emoções e comportamentos. Cada dedo relaciona-se a uma energia planetária e a qualidade que cada planeta representa. Os polegares referem-se à persona do indivíduo. A energia do dedo indicador está associada a Júpiter, representando expansão. O dedo médio está associado com o planeta Saturno, que representa o mestre que dá tarefas difíceis, a lei do karma e a coragem para manter o dever. O dedo anular está associado ao Sol ou Urano, representa energia, saúde e sexualidade e sustenta o fortalecimento do sistema nervoso, da intuição e a mudança. O dedo mínimo é simbolizado por Mercúrio, representa comunicação clara e intuitiva e estimula o desenvolvimento psíquico.




Pranayama


É a ciência da respiração, controlando os movimentos do prana, através do uso de técnicas de respiração. Prana: força da vida. Pran: primeira unidade. Ayam: expansão. É um gerenciamento da energia. O Kundalini Yoga emprega uma ampla variedade de técnicas de pranayama, usando o ritmo e profundidade da respiração para efetuar e gerenciar diferentes estados de saúde, de consciência e de emoção.




Naad


Essência de todo som. É a harmonia vibracional através da qual o Infinito pode ser experimentado.




Nadis


Canais de fluxo para o prana. Existem 72.000 nadis, dos quais 72 são vitais. Desses 72, três são importantes para a compreensão do Kundalini Yoga: ida, pingala e sushumana.




Pingala


O nadi que termina na narina direita. Estimula, dá energia e traz a energia de aquecimento do sol.




Sadhana


Significa uma prática de autodisciplina que permite expressar o Infinito dentro de nós. É um tempo diário para perceber os padrões que nos afastam da consciência mais elevada e transcender aqueles padrões. Sadhana é uma atividade consciente. Nós, conscientemente, escolhemos levantar, exercitar o corpo e meditar. Através de todas as variações da mente e do coração, nós conscientemente escolhemos manter a prática constante e regular. É uma disciplina do corpo e da mente para servir a alma.




Sat Nam


Sat significa verdade – a realidade da existência de uma pessoa. Naam significa a identidade. Sat Nam é um bij mantra. Dentro da semente está contido todo o conhecimento para a árvore crescer completamente. A semente é a identidade da verdade incorporada na forma condensada. Entoar esse mantra desperta a alma e lhe dá o seu destino. Esse mantra equilibra os cinco elementos (tattvas): terra, fogo, água, ar, éther.




Shuniya


Significa zero. É uma profunda tranquilidade, dentro da qual você pode plantar uma semente – bij – para criar um novo ritmo ou padrão de ser. "No momento em que você se torna zero, então todos os poderes prevalecerão através de você. O poder de um professor de Kundalini Yoga está no seu zero, seu shuniya. Em shuniya você se torna zero, você reduz tudo a nada. 'Eu sou nada. Tudo é nada. Não há nada para ser nada'. No momento em que você se torna isso, tudo irradia de você", disse Yogi Bhajan.




Sushumana


O nadi central pelo qual a kundalini sobe. Tem origem na base da coluna onde os três nadis (ida, pingala e sushumana) se encontram. Ela se move para cima, no centro da coluna, para o topo da cabeça.




Ardas


A palavra Ardas deriva do persa "arazdashat", que significa um pedido, uma oração direcionada a uma autoridade superior. É uma oração sikh feita antes e/ou depois de realizar uma tarefa importante, por exemplo, antes de recitar os banis (hinos) matinais, após concluir um serviço como a leitura do Siri Guru Granth, kirtans e outras cerimônias. O Ardas é normalmente feito em pé com as mãos em pose de oração.




Bhakti


A disciplina do amor e da devoção, da rendição do ego ao amor. É um ato de entrega, devoção e compromisso. Representa a conquista da mente negativa. A regra dessa faceta do caminho é "Eu obedeço". Sem isso, poucos começam a transformação real e o despertar. Comumente lembramos no caminho do Dharma que a rendição é doce.




Shakti


Comando. Quando no caminho do Dharma ou do Kundalini Yoga, você se torna capaz de desenvolver disciplina, habilidade e poder de concretização. "Eu comando meu ser e meus impulsos para, espontaneamente, dar apoio à minha alma". Representa o uso e o refinamento da mente positiva.




Shabad Guru


Uma tecnologia quântica do som que altera diretamente nossa consciência através do poder do Naad. O Shabad Guru é considerado uma corrente de som especial que é como um Professor, porque remove as limitações e as distorções do ego.




Shabad


É a corrente de som ou vibração que dissolve esta parte do ego que obstrui a verdade e nos impede de perceber e agir a partir de nosso autêntico Ser.




Simran


Literalmente 'recordação'. Em Simran a mente meditativa flui em recordação da Unidade através da corrente de som. Simran significa fluxo da mente meditativa. É a meta da meditação. É um sentimento, um fluxo, um toque, uma substância: Ang Sang Wahe Guru (Deus está em cada célula). Quando o estado de consciência alcança simran, então você não precisa fazer nada; Deus segue você. O fluxo espiritual é como um rio: qualquer coisa pode ser tirado dele e ele continua calmo. E esse fluxo surge de simran.




Seva


Serviço altruísta ou trabalho exercido sem expectativas de recompensas ou pagamentos. É a arte de dar sem qualquer necessidade de receber em troca. No Sikh Dharma, seva é considerado uma atividade que contribui para seu amadurecimento espiritual, na medida em que exercita sua capacidade de compaixão, devoção e entrega ao desconhecido. O Sikh Dharma se fundamenta no princípio do Sarbat da Bhalla: bem estar de todos. Para os Sikhs, isso significa servir e elevar a todos como expressão da devoção à Criação e o Criador. No estilo de vida dhármico, seva é considerado um dever. Nos hinos e poemas dos Guru Sikhs, seva é descrito como ação exercida sem desejos, em humildade e pureza de intenção, com sinceridade e sem expectativas de ganhos pessoais.




Kirtan


Recitação musicada de hinos, mantras e orações, com acompanhamento de instrumentos como harmonium, tabla e violão. Kirtan é uma palavra em sânscrito que significa "narrar, recitar, contar, descrever" uma história. Kirtans são cantos devocionais, estruturados para engajar a participação dos ouvintes na repetição dos mantras. Na tradição do Sikh Dharma, os mantras e shabads cantados são retirados do Siri Guru Granth.




Kirpan


Uma pequena espada. É um artigo de fé que Sikhs usam diariamente para lembrá-los do compromisso de agir com compaixão e a serviço de todos. A kirpan simboliza para um Sikh sua prontidão para servir, proteger e respeitar todos seres humanos. Kirpan é a junção de duas palavras: kirpa, que significa "misericórdia", "graça", "compaixão", "gentileza"; e aanna, que significa "honra", "dignidade". Para Guru Gobind Singh, a espada simbolizava a energia divina da destruição do mal e proteção do bem. Ela simboliza, portanto, a heroica afirmação da honra, da dignidade e dos valores éticos.




Khalsa


Khalsas são puros de coração e de mente. Quando Guru Gobind Singh, em 1699, instituiu a ordem Khalsa, ele passou a ela o legado de carregar a Guruidade, ao lado do Siri Guru Granth Sahib. Os Khalsas representam o espírito, o legado e os valores do Sikh Dharma. Khalsa é a extensão da sangat, como congregação sagrada. Um Khalsa é um devoto que entregou sua cabeça para o Guru, vivendo cada ação a partir do coração e vendo a tudo e a todos como manifestação da força que cria. Khalsa são sikhs que passaram pela cerimônia do Amritsanchar.




Karma


A lei da causa e do efeito aplicada às ações mentais, morais e físicas. O ego se apega e nos identifica com objetos, sentimentos e pensamentos. Esse apego cria uma inclinação a certas linhas de ação. Ao invés de agir, reagimos. Os karmas são as condições requeridas para equilibrar ou completar essas tendências.




Hukam


Palavra em Gurmukhi que significa "comando" ou "ordem". É comumente usada para se referir ao hino (shabad) que é lido do Siri Guru Granth, após pronunciada a oração Ardas. Hukam entre os sikhs significa o comando e a vontade divina.




Guru


Guru é um agente de mudança, um catalisador de transformação que desperta o conhecimento espiritual, dispersando a escuridão e trazendo luz e profundo conhecimento. O Guru está vivo dentro de cada um. 'Gu' significa escuridão ou ignorância. 'Ru' é luz e conhecimento. 'Gur' é uma fórmula ou instrução. Um Guru, então, é o que dá um 'Gur', uma fórmula ou técnica que transforma escuridão em luz, ignorância em conhecimento, o denso no sutil. O Guru é um conhecimento ativo. Não é o conhecimento intelectual que classifica ou analisa. O Guru o transforma.




Gurbani


Termo comumente usado por sikhs para se referir às composições e aos hinos escritos pelos dez Guru Sikhs e contidos no Siri Guru Granth Sahib. São hinos e canções considerados como fonte de sabedoria espiritual e escritos em estados elevados de consciência. São explanações das qualidades da força primal que cria, do professor (Wahe Guru) e da alma. Composta pela união de "Gur" e "Bani", Gurbani significa o discurso da sabedoria, ou discurso da mente consciente.




Dharma


Dharma significa "ação elegante e altruísta". Caminho correto de dever. "Onde há dharma, não há karma". É toda ação alinhada com o Ser Infinito, alinhada com nossa alma e nosso destino. No dharma, sua disciplina e seus compromissos o tornam positivo e gracioso. Então você rompe seu casulo, torna-se um líder, eleva a todos e deixa um legado.




Langar


Uma cozinha gratuita e aberta a todos se assenta no coração dos princípios, valores e ensinamentos do Sikh Dharma. Também conhecido por Guru Ka Langar, ou a cozinha do Guru, o langar é o local que acolhe e alimenta quem quer que chegue até ele. A palavra se refere tanto à refeição quanto ao espaço físico em que ela é compartilhada após o Gurdwara.




Sangat


Sangat significa a congregação daqueles que se reúnem com o propósito de elevar a consciência, vibrar o nome divino e tornar-se puros de coração e de mente. Uma fala de Guru Amar Das se tornou ditado popular: “pahile pangat pachhe sangat” – em pangat, comemos juntos, em sangat, meditamos juntos.





 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
SOBRE NÓS

A Associação Brasileira dos Amigos de Kundalini Yoga, filiada à Fundação 3HO, tem por propósito divulgar a tecnologia e os ensinamentos do Kundalini Yoga e do Shabad Guru no Brasil, servindo a todos na busca da excelência e da manifestação de seu ser original, criativo, livre e digno.

LOCALIZAÇÃO

Rua Yvon Magalhães Pinto, 511

São Bento .  Belo Horizonte

MG . 30350-560 . Brasil

Telefone: (31) 3090-5508 

secretaria@abaky.org.br 

CONECTE-SE

© 2018 por Abaky.

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • SoundCloud - White Circle