[GSK] Patience pays

Aula ministrada por Gurusangat Kaur Khalsa em 18 de outubro de 2019


[GSK abre a aula]


Hoje vamos fazer uma série de exercícios para a circulação. Quando tratamos dessa questão, não circulamos apenas sangue, mas vários tipos de prana. Temos ao menos cinco casas de prana no corpo físico. E porque circulamos prana junto com plasma e sangue, precisamos mobilizar os dois triângulos do corpo. Para a circulação, unicamente, bastaria apenas uma aula de aeróbica. Mas no Kundalini Yoga, quando tratamos desse tema, circulamos tudo.


Se acionamos os dois triângulos, trabalhamos dois tipos de corpo. O corpo 1, que é o corpo físico propriamente dito, associado com a densidade, e o corpo 2, associado com os corpos de luz. Particularmente um deles, o corpo radiante. Além do corpo físico, todos os nossos seis corpos de luz são responsáveis pela nossa proteção.


Quando tratamos apenas o corpo 1, relacionado ao triângulo inferior, temos a ideia de que a nossa defesa se dará exclusivamente através de um reflexo muito arcaico, que é o reflexo de estresse: correr ou enfrentar. Temos apenas um corpo físico para fazer essa defesa. Quando tratamos o segundo corpo, que tem relação com o triângulo superior, passamos a ter mais seis corpos de defesa. É um grupo muito significativo de defesa da nossa integridade. Apenas não podemos ver isso, porque esses corpos não têm conosco uma relação material, mas energética.


A aula de hoje trabalha o corpo 1 e o corpo 2. Atua nessa dimensão entre incorporar tudo que está fora e projetar tudo que está dentro. É dessa incorporação e projeção que podemos criar um certo tipo de defesa. No Kundalini Yoga, se uma pessoa assume uma identidade madura – emocional e espiritual, consequentemente – ela pode transitar com tranquilidade entre esses dois corpos. E, na sua defesa, sabe se relacionar muito mais com seus corpos de luz do que unicamente com seu corpo físico.


Todas as vezes que usamos a defesa do corpo físico, que é a nossa psique mais densa, o espaço sagrado é detonado, porque usamos o ego em nossa defesa. Quando deixamos os corpos de luz trabalharem por nós, algo acontece: o espaço sagrado é naturalmente restaurado. Há uma qualidade que o Yogi Bhajan insistiu a vida inteira para desenvolvermos: paciência. Ele dizia: “patience pays”. Sempre que temos pressa demais para restaurar o espaço sagrado forçamos uma entrada, e fazemos isso porque o nosso ego quer. Aí, acabou. Danificamos de novo o espaço sagrado.


O espaço sagrado, quando danificado, se restaura no seu próprio tempo. Esse é um tempo cósmico, não é necessariamente o tempo humano. Tem que haver paciência. Ao dizer paciência, não me refiro a esperar um, dois, ou três anos. Podemos esperar esse tempo por uma causa física: para a coluna parar de doer ou o joelho nos permitir sentar, por exemplo. Essas são causas, digamos, mais paroquiais. Mas se quisermos a restauração do espaço sagrado, que lida com causas universais, é necessário décadas.


[Aluna] Os corpos sutis teriam um lugar de assentamento no corpo físico? Poderíamos colocar o sistema glandular intermediando isso?


[GSK] Você vai entender o exemplo que me veio à cabeça. Dentistas trabalham com um tipo de corrente, a galvânica. É possível localizar a corrente galvânica em alguma parte do corpo? Não. Só sabemos que ela está lá quando se mistura metais. Ela é uma projeção de vários corpos, mas não tem assentamento em lugar nenhum. Todas as correntes, todos os corpos sutis, de luz, não se relacionam intrinsecamente, ou dependentemente, com o corpo físico. Há uma relação entre eles, mas não estão ancorados no corpo físico.


Me lembrei das conversas de Sat Nam Rasayan. Enquanto não temos domínio desses corpos de luz, precisamos forçar uma projeção deles. Quando temos o domínio deles e nos tornamos uma coisa só, precisamos emanar. A emanação é uma projeção natural, sem esforço. Como o perfume de uma flor. A flor não projeta o perfume, ela apenas emana. Em um ponto começamos a entrar nesse estado. Somos o que somos, e todos sabem o que somos através da nossa emanação. Mas isso demora. Tem que haver paciência.


Kriya para a circulação, do Manual Kundalini Yoga para Juventude e Alegria


"May the long time sun shine upon you..."


[Transcrição: Nav Amrita Kaur]

Categorias
Posts Recentes
Arquivo
Tags  
SOBRE NÓS

A Associação Brasileira dos Amigos de Kundalini Yoga, filiada à Fundação 3HO, tem por propósito divulgar a tecnologia e os ensinamentos do Kundalini Yoga e do Shabad Guru no Brasil, servindo a todos na busca da excelência e da manifestação de seu ser original, criativo, livre e digno.

LOCALIZAÇÃO

Rua Yvon Magalhães Pinto, 511

São Bento .  Belo Horizonte

MG . 30350-560 . Brasil

Telefone: (31) 3090-5508 

secretaria@abaky.org.br 

CONECTE-SE

© 2018 por Abaky.

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle
  • SoundCloud - White Circle