GURMAT

Princípios de ativismo social

Gurmat é o estilo de vida de um sikh tanto na sua expressão individual quanto social dando forma à vida de cada indivíduo tanto nos seus aspectos sagrados quanto seculares.

 

​O caminho espiritual de uma pessoa no Dharma deveria se orientar para alcançar liberação do ciclo de vida e morte, e ainda ser uma vida baseada em alto padrão ético tanto na comunidade quanto na sociedade como um todo.

 

Teologicamente, Gurmat embarca um credo monoteísta com fé no ser transcendente enquanto uma realidade suprema, indivisível sem atributos (nirgun). O ser humano nasce desta fagulha divina e sua liberação depende do reconhecimento de sua própria essência espiritual e sua imanência divina na ordem cósmica. A realização humana depende do controle de haumai (ego) e do cultivo da disciplina (sadhana), meditação (Simran) serviço (seva), amor e tolerância.

O estilo de vida sikh segundo Gurmat postula três elementos: naam japna, kirat karni e wand kayshako – contínua lembrança do nome, trabalho duro e honesto e compartilhar ganhos com os outros. Gurmat não reconhece nenhuma classe sacerdotal, portanto qualquer membro da sangat pode conduzir serviços, cerimônias e recitar o Siri Guru Granth Sahib.

No plano ético, Gurmat prescreve um código de obrigações e virtudes ao longo do paramento indicado pelo Guru Gobind Singh aos khalsas. Segundo Gurmat, não se come carne, não se usa intoxicantes ou se renuncia à vida. A existência humana oferece uma oportunidade rara para autotranscedência através da contemplação e prática do nome e da seva. As qualidades de humildade, compaixão e amor fraterno são idealmente ensaiadas na vida cotidiana. O ser humano que trabalha e compartilha com os outros o fruto de seu trabalho, e vê Deus em tudo, é o ser humano ideal. O cultivo de valores de caráter e o bom gosto na vida é altamente recomendado.

 

Gurmat é liberação:

· dos Ciclos de nascimento e morte;

· dos Cinco ladrões (kaam, krodh, lobh, moh, hankaar);

· de mitos que contradizem o conhecimento científico conquistado a duras penas;

· da exploração das mulheres por homens, perseguição religiosa, ódio, injustiça racial e opressão dos direitos humanos.

O caminho espiritual é um processo de transformação da alma humana de manmukh para gurmukh. Os ensinamentos dos gurus sikhs são para todo ser humano independente de casta e crença.